Vibes

Tanto se quer o bem, que o buscamos fazendo mal a alguém;

Nem sempre para todo mundo tem, porém nos enganamos no vai e vem.

Esperando a vida toda por uma palavra sincera,

Deixamos de lado o que sempre nos reverbera;

Acreditando que toda energia irá libertar,

nos prendemos no mundano pensamento de querer “ser”e “estar”.

Anúncios

Terras

Em terra de coração

eu sou apenas peito.

Me faltam palavras

Me faltam momentos

Me faltam propostas

Me faltam afagos

Me faltam vozes

Me faltam direções

Sobra coração.

Falta e Sobra

Cores

Preto como eu

preto como tu

preto como o mar

nesse imenso céu azul

Branco como a neve

branco como a espuma

branco como o mar

tá lá na nuvem, céu azul

cinza como nós

cinza quem nem caju

cinza como a tarde

cinza como chuva e o céu,

sempre azul.

Etiquetado

Saciar

O espanto do tanto

é o toque do nada,

que permeia a madrugada

junto a estrada que corre.

Peito aberto, tudo fora

leva horas e horas e mais horas

daqui para dentro tem tudo

menos uma alma que chora.

Esta, foi contigo embora

pela mesma estrada que corre

pelo mesmo tempo que não espera

raiando como o Sol, sozinho lá fora.

Transbordou então o sorriso

fez aquilo tudo ser mais novo,

mesmo cenário, mesmas pessoas,

mesmos esboços, mesmos desgostos

e no entanto, nada para desgostar.

O gosto já vem feito

não precisa nem provar,

tudo é mais fácil quando não se tem fome

ou sede para saciar.

Etiquetado

Início de quê?

Tudo mais era besteira
viveu de risos e brincadeira
pulou do alto da ribanceira,

Se estabacou, sem eira e nem beira!

Após o chão, surpresa!
Tem outro céu, e nesse céu
a estrela cadente é quem dele passa.

Etiquetado

Teus pés, minha raiz

Sementes de futuro

regadas em teu jardim,

sonhos crescidos em belos pés

traz tudo de bom para mim.

A linha do horizonte desenha teu sorriso no meu,

Feliz no cerrado sou, por ter paz, ipês e amor.

Etiquetado

Fenecer

Ai daquele que possui um sonho,

e dele busca o seu sustento.

Fadado à sociedade sempre estará,

assim como de sua frieza, rispidez.

Ao levantar teu céu, encontra o chão

e ao opinar sobre o firmamento,

se vê sem ambos.

Pressa então ao relógio do conformismo,

a luta do cotidiano, murchando seus sonhos,

como um maracujá, velho!

Etiquetado

Carná

Dias de perder

ganhar não é um critério

pouco tempo a correr

em um compasso frenético

onde tudo é regado a marcha

e a álcool sem padrão

e na quarta vem tudo a tona

até mesmo a enterrada ilusão.

Regras

Um ponto dado

é uma vírgula morta

em tanta pergunta

quem tem a exclamação

Questiono com pauta

pergunto em aspas

sou retórico.

Me rogo calado

a lingua lânguida

em tudo que rotula

o meu falar.

Etiquetado
Fragmento Literário

Reflexões acerca do mundo, literatura e cultura pop.

Ostra Coisa

Pérolas de Espirituosidade Suína

Fernanda Beziaco

that girl that writes stories...

Alessandra Barbierato

artwork, escritos & contrastes

%d blogueiros gostam disto: